sexta, 15 de dezembro de 2017

Jogou como nunca e perdeu como sempre

Dragão domina primeiro tempo, cria oportunidades de gol, mas repete roteiro já conhecido da torcida, peca na falta de eficiência e sofre mais uma derrota na Série A
02 de agosto de 2017
Felipe Furtado
Estádio Olímpico

A história se repetiu. O Atlético jogou bem, criou chances, teve oportunidade de fazer gols, perdeu oportunidades que não podia perder, e no fim do jogo, veio o castigo, com um ar de crueldade. Michel, ex-Dragão, fez o único gol do jogo, aos 37 minutos da etapa final e deu a vitória ao Grêmio, frustrando a expectativa atleticana de conquistar pela primeira vez duas vitórias consecutivas na competição.

O JOGO
As duas equipes começaram a partida valorizando a posse de bola. E na base da troca de passes, o Atlético chegou pela primeira vez com perigo, aos 17 minutos. André Castro recebeu belo passe de Walter e cruzou na medida para Jorginho, que subiu bem, mas cabeceou ao lado do gol de Marcelo Grohe.

De longe, Ramiro tentou surpreender Felipe, mas o chute forte foi para fora.

Aos 25, o Dragão chegou com mais perigo. Walter chutou de canhota, Marcelo Grohe deu rebote e Andrigo, na sobra, mandou por cima do gol perdendo uma chance clara.

De longe, Walter também assustou o goleiro gremista, mas o chute passou ao lado da trave direita de Grohe.

Seguindo a mesma receita, Paulinho também tentou. Mas, dessa vez, a finalização foi por cima.

Em cobrança de falta, Gilvan cabeceou bem, mas a bola carimbou o travessão e por pouco o gol não saiu.

No segundo tempo, o jogo ficou mais truncado e a primeira chance de gol só veio aos 16 minutos, com Everton, que chutou de longe, para defesa segura de Felipe.

Em cobrança de falta, Walter soltou um foguete, mas a bola passou rente a trave e foi pra fora.

A resposta do Grêmio veio com Fernandinho, que chutou rasteiro da entrada da área. Felipe rebateu e Everton tentou mandar para a área novamente, mas a zaga tirou o perigo.

Aos 21, João Paulo Sanches mudou o time em duas posições, colocando Silva e Luiz Fernando, nos lugares de Igor e Jorginho. O time ganhou novo fôlego, mas não conseguiu criar boas chances.

Aos 36, veio a última substituição, com Diego Rosa entrando no lugar de Andrigo.

Mas, mal deu tempo da mudança surtir algum efeito. Em jogada ensaiada no escanteio, a bola sobrou para Michel, livre, na segunda trave, fazer o único gol do jogo, para o Grêmio.

O balde de água fria desanimou os jogadores que não conseguiram mais chegar ao ataque e dar trabalho a Marcelo Grohe.

Com o resultado, o Dragão permanece na lanterna da competição, com 12 pontos conquistados. No sábado, o Atlético volta a campo diante do Fluminense, no Maracanã, às 19 horas.

FICHA TÉCNICA              
Atlético 0 x 1 Grêmio            
Local: Estádio: Olímpico    
Árbitro: Igor Junio Benevenuto (MG)                
Assistentes: Celso Luiz da Silva (MG) e Marcus Vinícius Gomes (MG)    
Gols: Michel (37'2T)
Público: 4.142 pagantes / 5.253 presentes
Renda: R$ 87.520,00

ATLÉTICO
Felipe; André Castro, Gilvan, Roger Carvalho e Bruno Pacheco; Paulinho, Igor (Silva), Andrigo (Diego Rosa), Jorginho (Luiz Fernando) e Niltinho; Walter. Técnico: João Paulo Sanches. 

GRÊMIO
Marcelo Grohe; Leonardo, Bressan, Kannemann e Bruno Cortez; Michel, Arthur (Lincoln), Ramiro, Fernandinho e Pedro Rocha (Léo Moura); Everton (Maicon). Técnico: Renato Gaúcho.

Sobre Jornal do Dragão

O Jornal do Dragão faz a cobertura diária do Atlético Clube Goianiense e trabalha com credibilidade e transparência nas informações que publica.

Aqui, o Atlético é prioridade!